Executando verificação de segurança...
15

Como Aprender a Aprender

Aprender a aprender é uma habilidade que deveria ser mais valorizada, pois ela pode ajudar você a se tornar um aprendedor efetivo, eficiente, eficaz e melhorar suas habilidades em adquirir novos conhecimentos.

O processo de aprendizado não é feito de apenas um fator, mas é coberto por diversos fatores que precisam ser levados em consideração.

Não leve os pontos que estão descritos aqui como verdades absolutas, pois cada tópico possui subtópicos e estudos envolvidos. Por isso, meu objetivo aqui é apenas sintetizar meu estudo e conhecimento prévio sobre este assunto magnífico!

Desenvolva Uma Mentalidade de Crescimento

  • Mentalidade de crescimento é a crença de que seu conhecimento pode crescer pelo esforço.
  • Ter esta mentalidade faz a pessoa valorizar o que ela está fazendo independente dos resultados!
  • Este é o famoso "pensamento positivo" que contribui muito para aprender melhor.

Defina Metas Claras

  • Use a técnica SMART
  • SMART é a sigla para "Specific, Measurable, Achievable, Relevant, and Time-bound".
  • o SMART diz pra nossas metas serem: Específicas, Mensuráveis, Atingíveis, Relevantes e com Prazo!
  • Algumas perguntas também ajudam a definir as metas: O que você quer aprender? O que é importante pra você?
  • Quando você souber o que quer, aí fica fácil pra você iniciar um plano para chegar nestes objetivos.

Quebre Tarefas Complexas em Partes Menores e Passos Gerenciáveis

  • Isso é conhecido como "chunking".
  • É o processo que envolve quebrar conteúdos em partes menores, facilitando a absorção e entendimento das informações.
  • É possível fazer isso observando exemplos, praticando por conta própria e repetindo o processo em contextos diferentes.
  • Pense no Bonsai: Ele também é uma árvore, só que menor!

Aprenda Com Os Outros

  • Obtenha feedbacks e suporte de outras pessoas.
  • Colabore com seus colegas.
  • Aprenda com mentores ou experts no tópico desejado.

Se Mantenha Organizado

  • Tudo é mais prático quando você está organizado.
  • Estar organizado economiza tempo e esforços valiosos encontrando facilmente tudo.
  • Seja organizar cadernos, papeis ou diretórios no pc, se organizar e se manter organizado é importantíssimo!

Administre Seu Tempo Efetivamente

  • Administrar seu tempo de forma eficiente exige uma série de habilidades que resultam em diversos benefícios.
  • E conseguir estes benefícios trazem melhores resultados no aprendizado diário.
  • Leve sua agenda a sério, tenha comprometimento com suas decisões e datas, gerencie sua rotina diária/semanal/mensal/anual.
  • Por isso a administração do tempo é tão importante, então, vai ganhar tempo agora!

Faça pausas

  • É bom para evitar burnout.
  • Pare e vai andar um pouco.
  • O stress é literalmente um anti-aprendizado!
  • Ou gaste alguns minutos pra relaxar e limpar sua cabeça.
  • Proseie com alguém ou algo (um pato de borracha).

Descanse

  • A hora do descanso melhora a sua performance geral.
  • É a hora que seu cérebro processa as informações aprendidas do dia.

Pratique bastante

  • Constantemente coloque a mão-na-massa para entender na prática sobre aquele assunto.
  • Se é um assunto teórico, perguntas, simulados ou quizes podem ser excelentes maneiras de praticar.
  • Se o assunto é prático, pratique!

Seja persistente

  • Aprendizado é uma jornada para até o final da vida, por isso continue compromissado e persistente na busca por conhecimento.

Seja Consistente

  • Faça do aprendizado um hábito ao dedicar tempo regular pra isso, mesmo que alguns minutos por dia.

Facilite sua vida

  • Aprender deve ser fácil, então cuidado com as burocracias.
  • Folha sulfite, caneta, durex e uma parede para você acompanhar suas metas todos os dias, facilite!

Enfatize Entendimento ao invés de Memorização

  • A memorização de forma descontrolada pode levar a sérios problemas como stress, superficialidade, defasagem de compreensão, esquecimento rápido, etc.
  • Mas não deixe de memorizar, pois memorizar é o fundamento do aprendizado.
  • Você não pode aprender sem memorizar, pois a memorização faz parte de seus conhecimentos iniciais e factuais que você possui como bagagem.
  • Porém, entender os conceitos fundamentais te ajudará a saber tudo ou partes importantes dos fatos que derivam o conteúdo.
  • Por isso priorize entender do que memorizar.

Use Repetição Espaçada

  • Em vez de memorizar de uma só vez, repita a exposição ao conteúdo de forma espaçada.
  • Esta técnica pode levar mais tempo, porém pode manter o conteúdo no longo prazo se o intuíto é aprender de fato.

Faça Conexões

  • Faça a ponte entre seus novos conhecimentos com os seus conhecimentos anteriores.

Visualize

  • Se eu não posso formar uma imagem disto, então eu não posso entender isto - Disse Albert Einstein.
  • Basicamente forme imagens do que você leu ou ouviu em sua cabeça.
  • Ter imagens de forma nítida em sua imaginação trás maior compreensão e retenção ao longo prazo.

Recuperação Prática

  • Se questione ou tente recuperar as informações da memória regularmente para ter aprendizado por reforço.
  • Sempre faça questionários, perguntas, simulados, quizes, verdadeiro ou falso, etc.

Aprenda com os Erros

  • Use os erros como oportunidades para melhorar e crescer.
  • Quanto mais rápido você errar no aprendizado, mais longe você estará no aprendizado.
  • Porém, sempre reconheça que errou e para isso é necessário sempre consultar mais que uma fonte de conteúdo!
  • Erros, Falhas, Exceções são oportunidades para Acertos!

Permaneça Curioso

  • Permanecer curioso é como a força motriz para o aprender: Você navega mais distante por querer saber mais!
  • A curiosidade ao ser saciada traz satisfação no aprendizado.

Evite Procrastinação

  • Procrastinar só evidencia que você ou está com medo da jornada ou não enxerga prazer nela.
  • Encontre dopamina em cada aprendizado, em cada "pedaço" de aprendizado há um tesouro valioso!
  • Não deixe a procrastinação acabar com seus objetivos e metas!

Reflita Sobre Sua Jornada de Aprendizado

  • Regularmente avalie sua forma de aprendizado.
  • Reflita sobre seu progresso.
  • Identifique área de melhorias.
  • Ajuste suas estratégias ao seu contexto atual.

Encare Desafios

  • Receba bem os tópicos ou habilidades difíceis.
  • Encare eles como oportunidade de crescimento.
  • Se coloque em desafios difíceis.

Se Divirta ao Aprender

  • Encontre maneiras de tornar o aprendizado divertido.
  • Pra isso use jogos, puzzles ou outras atividades.

Não Tenha Medo de Pedir Por Ajuda

  • Se estiver lidando com algo realmente difícil, não tema em perguntar.
  • Busque pessoas confiáveis, como tutor, professor, familiar, etc.

Seja Paciente

  • Aprender leva tempo e esforço (e muitas vezes recursos).
  • Não se desmotive se você não entender algo da forma correta agora.
  • Continue praticando e logo logo você chegará lá!

Varie Suas Atividades de Aprendizado

  • Não só leia sobre algo, tente fazer isso ou criar algo com o que você já aprendeu.

Conheça a Si Mesmo

  • É importante entender que as pessoas aprendem de maneiras diferentes.
  • Uns aprendem mais rápido, outros precisam de mais tempo.
  • Reconhecer suas forças e fraquezas no aprendizado pode potencializar o seu aprender.

Mantenha-se Motivado

  • Esteja motivado e comprometido com suas metas de aprendizado.
  • Pra isso defina expectativas realistas!
  • Lembre-se sempre do significado e o propósito do que você está estudando.

Se Recompense

  • Quando você atingir um marco seu de aprendizagem, se recompense com algo que você gosta!
  • Isso o ajudará a se manter motivado!

Aprenda por Coração

  • Estudos mostram que exercícios físicos podem aumentar a capacidade de aprendizado, ajudando na ativação de novos neurônios.
  • Busque intercalar a forma que você está, por exemplo estudar de pé ou aprender durante uma caminhada.

Desenvolva Bons Hábitos de Estudos

  • Defina um tempo dedicado para estudar.
  • Elimine distrações.
  • Crie um ambiente favorável para o aprendizado.

Experimente Diferentes Estilos de Aprendizado e Adapte As Suas Técnicas de Estudo

  • Visual
  • Auditivo
  • Sinestésico
  • Leitor/Escritor

Use Técnicas de Aprendizado Ativo

  • Leia até o final.
  • Resuma o que você leu.
  • Crie simulados e quizes.
  • Faça Notas.
  • Ensine alguém.
  • Ensine você mesmo talvez no espelho, via vídeo, áudio, etc.
  • Participe de discussões.
  • Mão-na-massa.
  • Intercalação de conteúdo.
  • Use analogias e metáforas.

Utilize Vários Recursos de Aprendizado

  • Livros
  • Cursos Online
  • Vídeos
  • Podcasts
  • Jogos
  • Blogs

Movimente Seu Conhecimento Aprendido

  • Publique no TabNews, LinkedIn, etc.
  • Compartilhe fotos, vídeos, áudios sobre o tema.
  • Participe de fóruns, comunidades, help centers, etc.
  • Use ferramentas para centralizar e documentar seu aprendizado como o OneNote, Notion, Obsidian, DontPad, etc.

Motivação

Eu gosto muito sobre o assunto aprender, aprendizado, estratégias, métodos, técnicas, dicas, truques, etc. E por isso, deixo aqui alguns artigos que escrevi que estão relacionados com este assunto!

Luz, Camera e Açãoooo

Você possui alguma estratégia de aprendizado? O que funcionou/funciona pra você? Você já usou alguma destas estretégias? Deixa aqui nos comentários e compartilhe suas experiências conosco!
Se tiver sugestão de técnica ou dicas ou até correções a serem feitas, pode comentar também!
Muuuito obrigado por ler até aqui e espero que você possa ter aprendido mais a aprender 😉

Referências

3

É importante se conhecer também.

Algumas pessoas, ao aprender a programar, por exemplo, escolhem uma linguagem de mais alto nivel (tipo Python e JS) e ficam descontentes ao verem a "mágica" acontecendo, mas sem saber como a mágica acontece.

Outras começam por linguagens como C e ficam desmotivadas por conta da falta de abstração.

Você é do tipo top-down (aprender o superficial e ir aprofundando) ou bottom-up (aprender o específico e depois as aplicações)?

Não saber uma resposta para essa pergunta é o que faz muita gente se perder no caminho do aprendizado.

2

Se conhecer nos faz avançar para a metade do caminho do aprendizado...

Reconhecer suas forças e fraquezas no aprendizado pode potencializar o seu aprender.

Concordo demais que existe esta abordagem, eu pelo que sei gosto de aprender o que acontece por de trás das cortinas... mas confesso que quando desenvolvo em python dá até brilho nos olhos ver o quanto a abstração ali consegue nos alavancar hehehehe

Mas isso é uma coisa curiosa, o que será que faz as pessoas terem brilho nos olhos ao aprender o que acontecer no detalhe de um processo, mas ao passo que outras se encantam mais e mais pelo que acontece no alto nível da coisa?

Talvez seja mais uma vez o efeito organização específica que pode explicar o porque tem gente que se encanta com o detalhe e tem outros que se encantam com o todo... talvez seja só o momento de organização ou com certeza poderia ser qualquer outra coisa.

Isso é no mínimo curioso!

Muito obrigado por enriquecer essa publicação @obrunoanastacio!!

2

Eu mesmo sou um desses. Comecei por C, e fiquei tão desmotivado em nao conseguir encontrar um uso real para um ponteiro que desisti... rsrs

Voltei depois de um tempo, e duas das linguagens que me ajudaram foram VBA (onde vc consegue ver a mágica acontendo na planilha, na sua frente), e Python (que te entrega um codigo de IA em uma linha).

Só então tive curiosidade em relacionar isso com C, estrutura de dados, algoritmos de ordenação e etc.., entender todo o fluxo, e minha cabeça explodiu! Tudo fez sentido.

Mas quanto tempo demorei pra conseguir fazer esse caminho... Se alguem tivesse me explicado o sentido das coisas antes, ou se eu tivesse percebido, não teria perdido tanto tempo entre idas e vindas.

Mas esses são os caminhos que só nós podemos fazer por nós mesmos, né?

Valeu pelo comehtario, tambem! :)

2

Sensacional o seu relato! Eu já tive um caminho um pouco diferente, também comecei por C na faculdade e o professor trouxe as informações sobre ponteiros de forma simples e deixando claro todo seu uso e potencial de uso. Quando entendi o uso de ponteiros, desenvolver em C passou a se tornar prazeroso, no caso para criar projetinhos de terminal mesmo.

Até que passei a estudar Java e conheci o mundo da POO... me assustei hehehehe Procura ponteiros, structs, enfim, mas era diferente... então me adaptei e passei a gostar de Java, até criei alguns joguinhos e tudo mais!

Mas depois que obtive uma bolsa para outra faculdade no mesmo curso (Ciência da Computação) então o foco mudou, passou a ser python. E cara, mudou totalmente da água para o vinho.

O conhecimento consolidado dos fundamentos em C, o conhecimento consolidado dos fundamentos em Java, se tornaram principais fatores para eu ter aprendido Python de forma rápida e tranquila e potencializar essa linguagem para ser minha linguagem do coração, que agora posso criar praticamente tudo desde automações até a jogos, aplicativos mobile, sites, apis, ias, etc.

Mas todo este processo levou tempo, esforço e recursos, por isso é necessário se conhecer para não se desgastar nessa jornada.

Mas esses são os caminhos que só nós podemos fazer por nós mesmos, né?

Total mister! Cada caminho é exclusívo, por isso a área de tecnologia é demais!

Valeuuu mais uma vezzz 😆

1
2

É verdade, saber ensinar também é uma das maneiras de aprender a aprender, pois você tem que saber se ensinar primeiro e depois repassar o conhecimento pra frente.

Aqueles que são conhecidos como "professores ruins" são os que não se ensinam bem, apenas leêm os slides ou são ríspidos falando pra gente ir por um caminho que ele não sabe explicar o porquê não ir...

Agora os bons professores são memoráveis, guardamos bem os conselhos deles e os levamos pra vida toda, pois eles souberam repassar o conhecimento aprendido com grande maestria!

Que fique registrado que sou grato a todos os meus professores, aos bons que me ensinaram o prazer de aprender e aos ruins, que me ensinaram o caminho que não seguir. 😄

2

Isso me lembra o melhor professor que já tive.
Foi na graduação em Sistemas de Informação, nas disciplina Estruturas De Dados.
Ele buscava respeitar que pessoas tem formas diferentes de aprender.

  • A primeira nota era baseado em prova escrita, onde tinha algumas questões teóricas e outras práticas para aplicar as estruturas de dados estudadas.
  • A segunda nota era um seminário em grupo onde cada grupo estudava determinado tema e apresentava.
  • E a terceira um projeto prático aplicando uma das estruturas de dados solicitada.

O resultado é que as notas da turma foram bem equilibradas, teve gente com 9 na primeira e 5 na segunda por ser muito bom em sentar a bunda e estudar, mas ruim é apresentar um seminário.
Enquanto o contrário também aconteceu.

É preciso se conhecer para escolher as melhores estratégias de aprendizado.

1

É indiscutível que existem pessoas que aprendem mais fácilmente de maneiras diferentes.

Eu por exemplo anoto tudo no celular e aprendo assim, porém conheço pessoas que só aprendem escrevendo em caderno.

Cada pessoa difere no jeito de aprender e é importando cada professor diferir também no jeito de ensinar.

Lembro que tinha professores que gostava de fazer recortes de revistas e fazia colagens para fazer desenhos de diversas formas como a aula dela (e não era aula de artes rsrsrs), porém tinha outros professores que preferiam escrever na lousa textos enormes e ainda outros que só traziam aulas com perguntas e respostas (o que eu acho sensacional e mais gosto).

Então esta é nossa missão de agora, de organizar nosso saber de alguma forma (confira aqui o que eu disse sobre o efeito organização) e passar ser gênios no aprender!

3

Excelente pontos a serem analizados, para continuar em melhoria continua de aprendizado.
Destaco também, que o conhecimento é a via onde a vida flui.

"A busca pelo conhecimento não é apenas possuir conteúdos em sua mente para executar ou criar algo, mas a forma como e o que aprendemos afeta diretamente quem nos tornanos, o conhecimento aplicado ao seu ser tranforma sua vida."

Por isso é muito importante aprender sobre outras coisas, como psicologia, literatura e filosofia.

Tem um professor que eu gosto muito da forma como ele ensina a aprender, quem quiser saber mais sobre a forma como ele ensina, vale muito pena, o Mac Gayver Castro .

2

Muito bom complemento @julianordg!

O aprendizado tem diversos níveis, de modo simplifca segue um ciclo:

  • Você tem certos conhecimentos pré-estabelecidos
  • Com estes pré-conhecimentos você decora algumas informações
  • Após ter assimilar estas informações você está apto a entender outras informações
  • Você usa as informações aprendidas anteriormente para aprender novas informações
  • Com estas novas informações você aprende princípios
  • Dos princípios você tem estabelecido uma base de conhecimento
  • Esta base te dará suporte para aprender outros dados
  • Estes dados são assimilados, refinados, ativando sinapses aqui e reativando sinapses ali
  • Após a assimilação, mais uma vez o ciclo continua...

É claro que nem sempre é assim, às vezes o aprender corta caminho e o saber poderá vir de maneiras internas também, por exemplo, na observação é um possível fator responsável também de produção de conhecimento, então podemos dizer que é possível aprender só observando tudo.

Enfim, muuuito obrigado pela sua contribução sobre o professor Mac Gayver Castro, não o conhecia, mas com certeza vou acompanhar!

3

"Se eu não posso formar uma imagem disto, então eu não posso entender isto - Disse Albert Einstein."

isso me ajuda demais, sempre que estou aprendendo algo novo, tento visualizar no contexto de coisas que gosto, como jogos e animes kkk

1

Wooooww show de bola seu complemento @nataliaaraujo! Eu não pensei nisso e muito bom por isso, pois essa é a graça dos comentários, complementarem coisas que vão além do nosso escopo de pensamento!

Essa é mais uma que aprendi, no momento de aprendizado tentar visualizar o objeto de estudo nos contextos que gostamos, no meu caso gosto de filmes, gosto de açaí, gosto também de animes.

Então basta simplesmente trazer para meu contexto e quiçá por exemplo aprender com o harry porter sobre Estrutura de Dados via ChatGPT ou então imaginar que vou ir tomar um açaí com o paradigma de programação funcional e aprender que ele gosta de trabalhar com funções puras, isso é genial demais!!!

Muuuito obrigado pelo seu baita complemento!

1

Natalia, pode me falar onde acho a fonte dessa frase? Gostei demais mas não acho uma fonte confiável para falar que é do Einstein.

Pergunto pois quero utilizar em algumas apresentações em meu contexto de trabalho/faculdade.

1

Hey @brunoalecio, tudo bem? Olha a frase original é If I can't picture it, I can't understand it. e vi nestes sites uma possível atribuição a ele pelo John Wheeler:

Physicist John A. Wheeler, Questioning the 'It from Bit'" by John Horgan, Scientific American, pp. 36-37, June 1991.

Também achei referências em sites distintos:

Mas não achei nenhum artigo ou referência mais formal sobre esta fala de Eistein.

Porém, também encontrei referências a Feynman, que tem um método bem conhecido de aprendizagem, que está descrito aqui e tem interconexão com esta frase:

2

obrigada por todo conhecimento passado aqui nesse post... com certeza será muito bom para mim, vou aproveitar bastante cada tópico aqui compartilhado... tenho dificuldade para aprender,pois quero ter o resultado sem passar pelo processo. já quero tomar a vitamina sem antes descascar a banana. Mas, vou aprender a aprender...

2

Eu não acho nenhuma lista de dicas perfeita e que só da pessoa ler vai conseguir mudar tudo na vida delas, mas esta postagem é muito boa, importante e um belo apanhando que ajudará muita gente evoluir em tudo se souber aproveitar, por isso precisa ser bem destacada. Obrigado.

1

Eu concordo, é muuito difícil seguir listas como verdades absolutas. Mas espero que esta nossa lista tenha pelo menos 1 direcionamento, Norte, para que algum curioso consiga desbloquear a sede de aprender! A propósito isso é algo fascinante: O que nos faz querer aprender? Se aventurar pelo desconhecido, navegar pelas águas do mar de ideias e adquirir frutos desta aventura? Muuuito obrigado pelo seu comentário e fico feliz que tenha apreciado @maniero!

2

Eu li inteirinho e percebi que deviamos ter a opção de Salvar o conteúdo por aqui, pra revisitá-lo depois pois achei de extrema qualidade. Como foi dito já no início, é sempre bom ler tudo e não encarar como verdade absoluta (isso em qualquer segmento) e ir saber mais em outras fontes é importante.

Acho que um problema que vem aumentando também é um medo de ler conteúdos (muitas vezes por causa do tamanho ou preguiça) e isso faz com que nós "Desaprendemos a aprender", por exemplo, se eu pegasse esse texto e colocasse num nicho totalmente diferente aqui da TabNews, provavelmente poucas pessoas iriam parar pra ler e entender de fato.

Tem conteúdos (como Aprender a aprender) que mesmo que as pessoas não tenham interesse, é fundamental saber, por isso (lá vai uma """"dica"""") diria que é bom aprendermos coisas que não gostamos ou não tenhamos interesse num primeiro momento (caso ela seja importante) e isso não precisa ser um ato corriqueiro, mas algo que você precisa passar pra chegar num objetivo maior ou meta.

1

Fala @Lusuke, blz? Fico feliz que tenha lido e absorvido o conteúdo aqui escrito!!
Essa opção Salvar de fato seria salvador hehehe mas volta-e-meia realizamos publicações aqui no TabNews como sendo as publicações que mais gostei por exemplo para meio que fazer este papel de Salvar posts favoritos, segue este exemplo: As Publicações Que Mais Gostei no TabNews 6.

medo de ler conteúdos... por causa do tamanho ou preguiça... "Desaprendemos a aprender"

Excelente apontamento, é exatamente assim que me sinto quando o assunto é tentar sintetizar ao máximo a leitura ou desconsiderar ler algum artigo que parece grande, pois estamos de fato desprezando conteúdos que poderiam ser benéficos pra gente. O grande mal dos dias atuais é o excesso de informação, mas quando as selecionamos para ser pequena, caimos em outro grande mal atual que é o imediatismo, e estes 2 combinados é a receita explosiva para uma vida frustrada, desmotivada, desvalorizada... precisamos tomar muuuuuito cuidado com isso para não cairmos na armadilha de estarmos "aprendendo a desaprender" o que é de valor e "aprendendo pra valer" o que é fútil e raso.

Eu considero este um dos melhores conteúdos que já trouxe aqui, pois é algo que precisamos sempre revisar, relembrar e buscar melhorar, nossas estratégias de aprendizado é o que fará a diferença em nossas vidas no dia de hoje. Principalmente com o advento das IAs Generativas - que estão aprendendo o tempo todo - precisamos nos destacar e alavancar de alguma forma, precisamos nos tornar super humanos.

Muuuuito obrigado @Lusuke pelo comentário de valor agregado, com certeza foi um excelente complemento nesta publicação!

2

Tive um professor de matemática no ensino fundamental que falava justamente essa frase toda aula: "Vocês tem que aprender como aprender!".
E o pior é que essa frase marcou com a galera e o engraçado é que quanto mais o tempo passou, mais fez sentido... Quanto mais você se conhece e usa os conceitos certos, mais conhecimento absorve, e acho que muita gente desiste de estudar e ir pra frente por isso. Não saber como aprender.

Muito bom seu tópico, parabéns!

1

Wow, o trabalho que seu professor fez foi sensacional, um excelente serviço para a sociedade e a estes professores sou totalmente grato!
Este é um dos melhores presentes que um professor poderia passar para o aluno, pois dessa forma o aluno entende o que está fazendo e não deixa a vida me levar, como muitos dizem por aí rsrs
Muuuito obrigado pelo seu relato e baita complemento @caminha!!!

2

Como indicação, eu sugiro também o trabalho do falecido professor Pierluigi Piazzi, que ficou conhecido por suas palestras pelo Brasil (muitas disponíveis no YouTube com milhões de views) na área de neuroaprendizagem. Ele também tem uma série de livros baseados nessas palestras: "Aprendendo Inteligência", "Ensinando Inteligência", "Estimulando Inteligência" e "Inteligência em Concursos". Ele toca em vários desses pontos da postagem também.

2
1

opa, de nada @VictorManhani! Tenho revisado os conteúdos do Pier recentemente, e pretendo escrever algo sobre, fazendo uma estreia no Medium, onde quero praticar mais a escrita. Se der certo, e se você tiver interesse, eu mando aqui

2

Opa com certeza pra mim será de grande utilidade! Mas seguindo as diretrizes daqui, acho válido trazer como conteúdo de tecnologia, aí sim será válido a comunidade... muuuuito obrigado mais uma vez pela boa indicação!

1
2
2

É essencial saber o processo do aprendizado. Por incrível que pareça, no local que mais deveríamos valorizar esse tipo de informação/formação, esse assunto passa batido muitas vezes. Eu mesmo só fui aprender a otimizar os meus aprendizados depois que saí da escola. Perdi boa parte da minha vida sem extrais grandes proveitos dos ensinos.
É bem verdade que até os professores carecem dessas informações.

1

Primeiro, muuito obrigado @cacique pela contribuição e enriquecimento dessa publicação!

Sem dúvida alguma nosso sistema de ensino hoje carece de melhores metodologias e os nossos professores se esforçam para ensinar dentro de um sistema complexo. Mas, falta este incentivo ao estudar sobre o saber, sobre o buscar conhecer como conhecemos, entender mais do Meta Aprender, para aprender melhor... isso é bem defasado e precisa melhorar, sem dúvida alguma.

Perdi boa parte da minha vida sem extrais grandes proveitos dos ensinos.

Vejo que este é um dos maiores problemas quando não valorizamos o aprender, não porque não queremos, mas sim porque não sabemos disso, e perdemos várias oportunidades de ser profissionais melhores, melhor reconhecido, compreendendo nossas fases e momentos, construindo uma vida mais saúdavel e promissora. Quando não aprendemos isso, falta algo, e aprender qualquer coisa é sempre difícil igualmente a esmurrar uma faca.

1

Muito obrigado por disponibilizar este maravilhoso conteúdo com nível satisfatório de informações, concordo e também sou fascinado pelo assunto.

1

Olá @dyonne94, fico muito feliz que tenha gostado! Há anos estou em busca da melhor metodologia para aprender e isso me faz se apaixonar cada vez mais pelo assunto! Muito obrigado por comprtilhar isso conosco 🙂

1

Muito bom o artigoo!!

Destaco o ponto de memorização, onde existem várias maneiras de se memorizar e cada pessoa tem tem uma afinidade natural. Por exemplo, muitas pessoas tem memória visual (outro ponto citado no texto [Se eu não posso formar uma imagem disto, então eu não posso entender isto]), já outras preferem memória auditiva, ou sensorial; mas um misto de todos os sentidos no aprendizado pode fixar muito e a informação durar por vários anos.

É realmente interessante experimentar técnicas diferentes pra sentir o que funciona melhor para cada um.

1

Sensacional Ronaldo!! É verdade que a memória auditiva ou sensorial também são partes importantes no aprendizado e de fato várias pessoas são melhores nisso e/ou preferem isso, por exemplo pessoas que tem ouvido absoluto, entendo que são pessoas que tem memória auditiva mais avançada que outras pessoas, talvez por algum ajuste físico nos receptores auditivos ou talvez por algum ajuste cerebral, não sei, mas o que sei é que é incrível utilizar estes talentos para aprender mais e melhor!!! Muuuito obrigado pelo seu complemento mister Ronaldo!